Bolsonaro e Marcos Feliciano juntos com a maçonaria

Em 2018 teremos um candidato  que além de ser evangélico pois se batizou, aderiu ao  simbolismo da morte, também presente no ritual maçon  daquele que galga o grau 33, idade da morte de Cristo.


Bolsonaro agora é evangélico e se uniu a maçonaria que também tem apoio de Silas Malafaia, Marcos Feliciano e da maioria da bancada evangélica maçônica Brasileira.



Esta entrevista tem sido citada  como sinal do pacto evidente entre maçons e evangélicos, e isto só foi possível graças aos esforço de pastores como Silas Malafaia e outros mostrando para os evangélicos que maçons e evangélicos podem se unir pois o Deus é um só.


               

Como bem disse Marcos Feliciano nesta entrevista ao Avança  Brasil  Maçons br eles estão agora juntos e misturados. Michel Temer que foi escolhido pelos evangélicos  disse que já foi a várias igrejas evangélicas pregar e seus funcionários são evangélicos.

        

Hoje podemos afirmar que a maçonaria e os evangélicos tornaram se um só povo e estão construindo uma nova nação, expresso neste hino da cantora Marina de oliveira que exalta os ideiais maçônicos em união com evangélicos.


             

Faremos em breve um estudo só sobre este hino e sua relação com os ideiais maçônicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário